PERFECT SINNERS HELLOWEEN BRAZIL
Bem-Vindo ao fórum PERFECT SINNERS dedicado a banda HELLOWEEN.
Caso você ainda não seja registrado no fórum registre-se, registrando-se você terá acesso livre a todas as áreas do fórum. Mas se você já estiver cadastrado no fórum efetue o login.
------------------------------------------------------
Welcome to the forum PERFECT SINNERS, dedicated to HELLOWEEN.
If you are not registered on the forum register, by registering you will have access to all parts of the forum. But if you are already registered on the forum please login.



 
P.O.R.T.A.L -InícioInformaçõesBuscarRegistrar-seMembrosLoginFAQGrupos
Votação
Qual banda você prefere junto com Helloween?
 Gamma Ray
 Masterplan
 Unisonic
 Iron Savior
 Blind Guardian
 Outros (Qual?)
Exibir resultados
Últimos assuntos
» Live In São Paulo 2011
Sab Nov 22, 2014 5:03 pm por Phyllyppekassol

» Live At Rock In Rio 2013
Ter Nov 11, 2014 1:38 pm por tatsuminathan

» Ingo - Uma Grande Perda
Dom Nov 09, 2014 11:01 am por Mauro Moy

» Manowar
Sab Out 04, 2014 10:00 pm por Daniel

» Live In Gelsenkirchen '86
Qua Out 01, 2014 1:06 am por ankake

» Przystanek Woodstock 2011
Dom Set 28, 2014 8:19 pm por ParadiseLost

» Live In Winter Masters Of Rock (27.11.2010)
Sab Set 27, 2014 2:29 pm por matsouuza

» Pumpkin Raw '98
Sab Set 27, 2014 2:18 pm por matsouuza

» Master Of Situation '95
Sab Set 27, 2014 10:41 am por matsouuza


 border=









Entrevista com a banda Shadowside
Qua Dez 05, 2012 3:04 pm por R.O.D
Recentemente a banda brasileira Shadowside anunciou que vai acompanhar o Helloween e o Gamma Ray durante toda a parte europeia da "Hellish Rock Tour Part II" no ano de 2013. E a Helloween Brasil teve a oportunidade de fazer algumas perguntas para a vocalista Dani Nolden e o baterista Fabio Buitvidas referente a turnê e outros assuntos, leia a entrevista completa abaixo:

HBR: Primeiramente gostaria de parabenizar a banda por tudo o que vocês vêm conquistando e pelo último álbum Inner Monster Out lançado no ano passado. A última conquista de vocês é o anuncio de mais uma turnê europeia, desta vez, muito bem acompanhados das bandas Helloween e Gamma Ray, para vocês o que vai significar esta turnê?

FABIO: Muito obrigado pelas palavras. Esta tour significa mais um degrau alcançado em nossa carreira e uma oportunidade sem igual de mostrarmos a um público ainda maior o nosso trabalho. Além disso, teremos a oportunidade de retornar a locais onde já nos apresentamos antes e é gratificante receber mensagens de pessoas que estavam naqueles shows e estarão nestes próximos. É interessante porque quanto mais você trabalha mais trabalho aparece, tudo o que fizemos até hoje, as tours nos EUA, Espanha e com o WASP pela Europa nos credenciou para estar ao lado de bandas seminais como o Helloween e Gamma Ray e este é o trabalho correto a fazer... gravar o melhor álbum que você conseguir e depois fazer uma boa tour como suporte de uma grande banda...assim você conquista seu espaço.

HBR: Vocês já abriram alguns shows do Helloween no Brasil, em 2006. Como foram os shows e como os integrantes do Helloween trataram vocês e toda a Shadowside?

DANI: Os shows foram incríveis e a resposta que tivemos do público foi excelente! O relacionamento, tanto com a banda quanto com a equipe foi o melhor possível também. Eu já tinha amizade com Michael, nos conhecemos quando eu nem ao menos tinha a Shadowside. Eu ainda era adolescente, estava estudando inglês e o enchia profundamente com perguntas sobre o Helloween (risos). Como tudo é muito corrido em uma turnê, raramente há tempo para interagir muito com as pessoas, porém tive contato superficial com todos eles, especialmente quando tocamos juntos em Santos, minha cidade natal. Obviamente eles não se lembram disso, mas minha avó virou fã de Helloween e tirou fotos com eles (risos). Depois disso ainda mantive contato esporádico com alguns deles, são pessoas que nunca me olharam de cima, nunca agiram como rockstars, mesmo sendo rockstars. Todos eles sempre trataram a mim e a todos os envolvidos na Shadowside com muito respeito, gentileza e simpatia. Eu sempre fui muito grata a todos eles, especialmente ao Michael, pois ele não é apenas um amigo, mas foi um mentor também. Por muitos anos, ele sempre me ofereceu conselhos e críticas construtivas que foram muito úteis para a carreira da Shadowside.

HBR: Como foi o contato para que a Shadowside se juntasse a estas bandas e as acompanhe durante toda a turnê europeia?

DANI: Nós já estávamos planejando a turnê europeia e sabíamos que a turnê deles estava marcada também. Nossa empresária perguntou ao empresário deles se eles levariam uma outra banda convidada além do Gamma Ray e eles disseram que sim, e que se houvesse a possibilidade de sermos os escolhidos, eles entrariam em contato, e isso aconteceu há mais ou menos duas semanas atrás. Nós imediatamente aceitamos, é claro! Ficamos muito gratos pela chance e por termos sido escolhidos pela equipe deles. Eu acredito que muita coisa é levada em conta em uma situação como essa, não é apenas a amizade que temos, afinal muitas outras bandas também tem amizade com eles, mas imagino que por termos tido uma experiência legal em 2006 tenhamos deixado uma porta aberta para essa conversa. O fato de termos feito a turnê europeia com o W.A.S.P. em 2010, praticamente ao mesmo tempo que eles faziam a turnê com o Stratovarius também deve ter sido uma boa referência, além do Inner Monster Out estar sendo muito bem aceito no mundo todo.




HBR: Existe alguma possibilidade da Shadowside abrir também os shows Hellish Rock que vão ser realizados no Brasil em 2013?

DANI: Ainda não conversamos sobre isso, por enquanto fomos convidados apenas para acompanhá-los pela turnê europeia, porém se formos convidados para abrir os shows no Brasil, aceitaremos com certeza! Acredito que se o público pedir por nós e eles não tiverem algo já combinado com outra banda ou com a produção brasileira da turnê, existe a possibilidade. Nós adoraríamos!

HBR: Agora falando sobre a Shadowside. Vocês têm cada vez mais motivos para comemorar, já que conquistaram o prêmio, na categoria melhor álbum de "Metal/Hardcore", do "11th Annual Independent Music Awards", atingiram a 26° posição no chart dos discos de Rock/Metal mais vendidos no Japão, e a 9º posição das músicas mais tocadas, no chart "Loud Rock" do CMJ. Com tudo isto para você Inner Monster Out é o melhor álbum da Shadowside até agora?

FABIO: Cada álbum conta a história do momento em que ele foi feito e reflete seu estado de espírito quando da gravação. No meu caso, o Theatre Of Shadows eu apenas fui chamado para gravar, pois o baterista original não poderia por algum motivo, então eu tentei apenas tocar o que eles haviam composto. Já o Dare To Dream é um álbum que considero um "treino" para o Inner Monster Out, porque buscamos nos afastar das influências explícitas do primeiro...porém acho que nos afastamos demais, mas isso foi necessário para que pudéssemos crescer musicalmente. Já o Inner Monster Out foi o primeiro álbum que fizemos como uma banda de verdade onde todos trabalharam e o fato de termos gravado na Suécia provou ser a escolha acertada porque éramos obrigados a focar 24 horas apenas na musica já que estávamos em um local isolado no inverno sueco. Tanto que terminamos o álbum uma semana antes do previsto e a gravação não poderia ter sido mais agradável. Todos estavam focados na mesma direção e era natural que de lá sairia um ótimo álbum. Ao meu ver é o melhor trabalho da banda, muito à frente do que já fizemos e eu o ouço quase que diariamente...até fiz umas versões só pra mim...algo como o mix do baterista...então tenho versões com voz, sem voz, sem solo, com solo..de tudo quanto é jeito...então não me canso nunca!

DANI: Concordo com o Fabio, eu ainda não cansei do Inner Monster Out! Nós gostamos tanto do álbum que o tocamos praticamente inteiro nos nossos shows como banda principal. Só não tocamos inteiro, porque também sabemos que não podemos deixar de fora as músicas que os fãs gostam dos álbuns anteriores, mas se pudermos fazer um show de 2 horas e meia, acho que vamos tocar tudo do álbum. Eu vejo o Inner Monster Out como nosso trabalho mais maduro, onde pudemos trabalhar juntos, sem pressão, fazendo apenas o que gostamos de forma bem espontânea. Esse álbum representa muito bem o que nós somos quando ninguém está tentando moldar nossa personalidade e quando não temos medo de ser o que somos: uma banda que mistura a energia, agressividade e intensidade do metal extremo, com guitarras bem pesadas, com a melodia e a musicalidade de metal tradicional, power metal, metal melódico ou como queiram chamar (risos). Ele acabou sendo o álbum de maior sucesso na carreira da banda até hoje, então acho que estamos no caminho certo.

HBR: Helloween e Gamma Ray vão estar com novos trabalhos em 2013 e que serão apresentados da Hellish Rock. Shadowside pretende fazer algo novo par esta turnê também? Ou se não para a turnê, existe alguma previsão de quando a banda volta aos estúdios?

FABIO: Estamos na promoção do Inner Monster Out, teríamos uma tour européia de qualquer forma. Um novo álbum provavelmente começará a ser gravado no final de 2013 ou início de 2014. Agora é hora de promover o Inner Monster Out.

DANI: O Inner Monster Out é recente para o mercado internacional. Nós o lançamos no final de 2011 no Brasil, mas chegou faz apenas alguns meses na Europa, Estados Unidos e Japão, portanto ainda não tínhamos feito shows por lá. Como o Fabio disse, faríamos uma turnê europeia e norte-americana de qualquer forma em 2013, então estamos apresentando o material novo também, de certa forma, afinal o público europeu ainda não tinha visto a turnê do Inner Monster Out. Nós sempre temos ideias durante essas turnês longas, então imagino que vamos voltar bem inspirados para trabalhar em material novo.




HBR: Após gloriosos anos de carreira, três álbuns muito elogiados e diversas apresentações ao lado de grandes bandas. Vocês não pensam em lançar um DVD?

DANI: Existem alguns planos, sim... mas são ideias iniciais, não queremos lançar algo apenas para ter um DVD, queremos algo que seja realmente especial, então vamos esperar pela oportunidade perfeita. Porém, todos esses shows que faremos na turnê serão filmados, e é bem provável que quando finalmente a gente decida gravar um DVD, cenas das apresentações e dos bastidores acabem nos extras desse trabalho.

HBR: Você já abriu shows de muitas bandas grandes internacionais, entre elas o Iron Maiden que você diz ter sido algo especial, mas existe ainda alguma banda que você queira tocar junto?

FABIO: Depois que você toca com o Iron Maiden é difícil... eu sempre quis tocar com o Iron Maiden, com o Helloween, mas adoraria excursionar com o Ozzy... seria legal...porque aí eu lembraria do Metallica em 1986 abrindo pra ele....se bem que o Metallica já abriu pro WASP também...

DANI: Realmente fica difícil pensar em algo que se compare ao Iron Maiden e agora ao Helloween... Iron Maiden por ser uma banda lendária, que já era uma das maiores bandas do mundo, se não a maior, antes mesmo de eu nascer... e o Helloween por ser uma das primeiras bandas de Metal que eu gostei. Eu gosto de dividir o palco com qualquer banda que tenha um som interessante e que os membros sejam legais, seja a banda grande ou pequena. Por exemplo, acho que se tivermos a chance de fazer algum show ou turnê com o Dream Evil ou Dark Tranquillity, será sensacional por já sermos bons amigos com alguns dos membros dessas bandas. Ao menos fazer uma turnê com qualquer banda que seja formada por Fredrik e Niklas, do Dream Evil, promete ser uma experiência hilária pois os dois tem um humor fora de série! Acho que as casas de shows nunca mais seriam as mesmas... (risos)

HBR: Fora do mundo do Shadowside, o que você gosta de fazer com seu tempo livre?

FABIO: Infelizmente não tenho tempo livre há uns 18 anos....trabalho 7 dias por semana, 18 horas por dia então no meu tempo livre eu apenas durmo...pra começar a trabalhar depois de novo....

DANI: Fabio está ficando velho... (risos). Eu gosto muito de ler, jogar videogame e praticar esportes, especialmente artes marciais. Não tenho tido tempo para praticar por causa dos shows, mas gosto muito de Kung Fu. Durante as turnês, passo praticamente todo o meu tempo livre lendo. Deus abençoe os computadores e e-books, que facilitam muito a minha vida (risos).



HBR: Como vocês se sentem com a ida da banda pela primeira vez ao Nordeste para fazer dez shows, o que os fãs que estarão presentes nestes shows podem esperar?

FABIO: Ir para o Norte e Nordeste é algo que nos deixa extremamente contentes, satisfeitos e ansiosos porque o público de lá é muito exigente e verdadeiramente comparece. Eles podem esperar o melhor de nós, preparamos um set que privilegia o Inner Monster Out ,mas não deixa de lado musicas dos trabalhos antigos. Tocar nesta região do país é algo que gostaríamos muito de fazer com frequência mas, para um país de dimensões continentais, é difícil pois há um custo que não é nada baixo.

DANI: Eu estou muito ansiosa por essa turnê! O público do Norte e Nordeste foi um dos primeiros a apoiar a banda, porém nunca conseguimos fazer shows por lá, pois é praticamente impossível ir para tocar apenas um ou dois shows, pois a despesa de viagem se torna pesada para os produtores, acaba inviabilizando o evento. Organizar várias datas não é algo muito fácil, você precisa coordenar tudo com muita gente, às vezes já tem algum outro evento na mesma região em uma data próxima e então nós não temos outra data... sempre algo atrapalhou e isso era algo que me deixava muito triste. Porém dessa vez tudo funcionou perfeitamente bem, nossos parceiros da Furia Music encontraram os produtores ideais, as datas coincidiram e o público pode esperar um show muito intenso! Espero que no ano que vem, seja possível levarmos essa turnê para todas as regiões do Brasil, talvez isso aconteça depois da turnê europeia. Mas agora é a vez do Norte e Nordeste, eles esperaram por tanto tempo e estaremos enlouquecidos no palco!

Comentários: 0
Contador de Visitas
Quem está conectado
8 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 8 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 182 em Seg Jan 04, 2010 6:22 pm